Sistema prisional registra aumento de 225% em novos casos de óbitos por Covid-19
Os dados foram atualizados por 11 Tribunais de Justiça em janeiro no comparativo com a medição do mês anterior.
Postado em : 25/01/2022



Carlos Vítolo

Da Redação – SINDCOP

 

De acordo com dados do monitoramento realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), por meio de informações atualizadas por 11 Tribunais de Justiça neste início de ano, o acréscimo de mortes registradas no sistema prisional provocadas pela pandemia da Covid-19 subiu 225% em janeiro no comparativo com o mês anterior.

Segundo o monitoramento, no total, ocorreram 649 óbitos entre pessoas presas e servidores, além de 93.569 casos de Covid-19 desde o início da pandemia.

Entre os servidores, são 26.091 casos confirmados e 339 óbitos registrados. Já entre as pessoas presas, são 67.478 casos confirmados e 310 óbitos. Segundo o documento, foram realizados 82.801 testes entre os servidores e 366.524 entre os presos.

No Estado de São Paulo, de acordo com o levantamento, já morreram 121 servidores do sistema prisional e o número de casos é de 4844. A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) confirmou o total de servidores mortos por meio do último boletim divulgado ontem (24). Segundo a SAP, houve 80 óbitos entre os presos.

O monitoramento do CNJ aponta que, em todo o sistema socioeducativo, não houve registros de novos óbitos nos últimos 30 dias, mas durante a pandemia foram registradas até o momento 115 mortes, todas de servidores.

Número de casos e óbitos por UF

 

Restrições a visitantes continuam as mesmas

Segundo a SAP, em relação aos visitantes das unidades prisionais, por enquanto, as normas de restrição continuam as mesmas publicadas no ano passado. No entanto, conforme a assessoria de imprensa, como se trata de uma pandemia, a qualquer momento pode ocorrer alterações.

Conforme normas publicadas pela SAP, a restrição é de apenas uma pessoa por preso, a visita deve estar cadastrada no rol de visitas e ser maior de 18 anos. Visitantes com 60 anos ou mais, ou ainda integrantes de grupo de risco, somente poderão entrar se apresentarem comprovante de vacinação para Covid-19.





Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.