Vacinação dos servidores do sistema prisional contra Covid-19 está abaixo da média geral
Foram contaminados 25.759 servidores, chegando a 355 óbitos. O Estado de São Paulo tem o maior número de mortos, com 119 servidores
Postado em : 23/11/2021



Carlos Vítolo

Da Redação SINDCOP

 

Números de um levantamento realizado pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça), apontam que o índice completo de vacinação entre os servidores de estabelecimentos prisionais e unidades socioeducativas, está abaixo dos verificados entre a população em geral. De acordo com os dados, a defasagem chega a 60,4% com a primeira dose e 47,6% com o ciclo de duas etapas completo.

O relatório destaca que, na população em geral, os índices verificados chegam a 73,7% de quem já tomou ao menos a primeira dose do ciclo de imunização e 59,4% a segunda dose ou dose única.

No caso das pessoas privadas de liberdade, um total de 510.425 já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19, número que corresponde a 67,7% da população carcerária em todo o país. O índice relacionado à segunda dose ou única, o índice é de 50,1%. Confira abaixo dados do CNJ.

O documento aponta que já são 104.231 casos da Covid-19 em unidades do sistema prisional e do sistema socioeducativo desde o início da pandemia. Foram contaminados 25.759 servidores e servidoras, chegando a 355 óbitos. Os dados apontam também a contaminação de 67.099 pessoas privadas de liberdade e 291 óbitos. No sistema socioeducativo, os casos identificados chegam a 11.373, sendo 2.935 entre adolescentes e 8.438 entre servidores. Foram 113 óbitos, todos entre os servidores.

Segundo o monitoramento, entre as equipes do sistema socioeducativo, a cobertura vacinal está quase completa, chegando a 99% de funcionários com a primeira dose da vacina e 84,9% com a segunda ou dose única. Entre adolescentes que cumprem medida socioeducativa, o percentual é de 42,4% com a primeira dose e 6,2% a segunda ou dose única.

No Estado de São Paulo, de acordo com o levantamento, já morreram 119 servidores do sistema prisional, número confirmado pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) em seu último boletim na segunda-feira (22). Confira abaixo dados do CNJ. Os números atualizados pelo SINDCOP nesta terça-feira (23) apontam que o total é de 122 mortos.





Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.